A beleza e a frieza dos grupos que criamos

Adriana Veres: Brasileira, Espanhola, Britanica, Hungara, Russa rs etc! Morando aqui no Vale do Silicio e aprendendo a cada dia. Cometendo erros; que maravilhaaaa! Sinal que aprendi algo novo!! Pertencendo a esse grupo e aquele, conversando com o mundo inteiro, no meio do povo! Alias, com as redes virtuais, nunca estamos sozinhos…(?)

E foi num mesmo dia, aqui no Vale, que tive um almoco com uma rede de mulheres brasileiras e um jantar com outro grupo de brasileiras, as quais sao: Brasileiras, Mulheres, Maravilhosas! Eu ouvi tantas historias, tantas opinioes interessantes, ricas, diferenciadas. Cada historia, cada brasileira, um ser… a ser ouvido, descoberto, apreciado e abracado.

A beleza!

Eh a necessidade natural da expatriada em encontrar sua turma! As compatriotas, as mulheres que estao no mesmo barco. Falar a nossa lingua, misturada com a lingua do pais em que nos adotou, contar nossas historias, ouvir a historia das outras! Dividirmos uma refeicao juntas, rirmos alto, sem nos preocupar com codigos culturais! Bom demais!!! Vital a nossa sobrevivencia saudavel, numa terra distante! E como disse a nossa querida Neusa Pacheco: Ser expatriada nao e para as fracas! Isso esta no nosso DNA rs Sobrevivencia!  – A historia de Neusa Pacheco é outra historia guerreira e exemplar a qual lhes conto em outro blog, pois vale a pena conhecer!

A frieza

Nessa vontade de nos unirmos, acabamos que quase naturalmente, nos organizando: voces que sao maes pra ca e nos que nao somos maes pra la. Ah, porque nos maes, conversamos sobre nossos mamilos rachados, sobre parto normal, cesariano, uiiiii! Ah, e nos tambem nos dividimos entre as que trabalham fora do lar e as que nao. Nos nos excluimos e adicionamos aos nossos coracoes mais uma ansiedade, mais uma rejeicao…alem das muitas pauras e neuras com as quais lutamos no nosso dia-a-dia, sendo nos: expatriadas.

Quando me dizem:

-Ai precisamos de um lugarzinho para as mamaes…as maes novas que estao surgindo, as tentantes (sim, gente elas existem viu?!). Voce pode coordenar um grupo? – Eu penso:

– Claro! QUE NAO rs!

Que nao posso coordenar nada que exclua ninguem.

Existe uma necessidade em trocarmos figurinhas sobre maternidade? Claro que sim. Como podemos fazer isso? Podemos montar um grupo no Facebook, por exemplo, pra ficar mais facil. Sim, por que nao? Mas, se uma mulher quer aderir ao nosso grupo porque de repente esse grupo fica tao ‘hot’ rs nossos encontros ficam tao divertidos que atraem outras mulheres legais, elas podem participar? Claro que SIM! Teria o maior prazer em ajudar a organizar esse grupo junto a outras pessoas!

Entao eh o seguinte Brasileiras que existem: Eu ofereco o que posso oferecer…Um Café com um Abraco, e empatia por voces. Espero de voces, somente; um abraco sincero. Nao sou expert em nada, absolutamente nada. Somente amo as pessoas e tenho prazer em acolhe-las.

O que eh o Café com Abraco? Nao sei! Quer descobrir comigo? Quer fazer algo por ele? Tem ideias? Entao, ta! Vamos tomar um café! So que faz favor: deixe o seu titulo em casa.

Sheila, sweet Sheila! A conheci ontem. Brasileira que depois de 20 anos reencontra seu primeiro amor aqui, nos EUA; vao se casar!  Te conto num outro blog ;)
Sheila, sweet Sheila! A conheci ontem. Brasileira que depois de 20 anos reencontra seu primeiro amor aqui, nos EUA! Olha a felicidade dela! 😉 Essa e a proposta: Paz e amor!

Beijo tchau! 🙂

Adri xxx

Advertisements

Feliz dia do Amor Imenso!

Andei pensando rs…pra variar! Dia das maes, deveria se chamar: dia do amor!

Quem eh mae? Todas as mulheres? E os homens podem ser maes?  Ha homens que sao pais e maes, por tristes circunstancias da vida…Ha casais homossexuais, ha homens que tem mais instinto materno que mulheres…E ha muitas mulheres tentando ser mae, passando por uma montanha russa de emocoes. Ser mae nao e: voce e mulher portanto sera mae! Tem quem queira, quem nao queira, quem possa quem nao possa.

A vontade de ser mae traz a todos os quais realmente querem; um milagre…o milagre de um bebe, uma crianca, ou um adolescente, em sua vida. Uns de nos gerarao amorosamente e biologicamente esse ser especial, outros, gerarao amorosamente. Como assim? Assim:

‘Era uma vez uma pessoa que encontrou outra pessoa que ela amava muito, muito, muito; dai essas duas pessoas queriam um filho! O amor e a vontade em conceber esse milagre foi tao, mas tao grande que; aconteceu! Uma crianca linda apareceu prontinha na vida deles! E foram felizes para sempre.’

‘Era uma vez uma pessoa que rodou, rodou o mundo e nao conseguiu encontrar ninguem digno de seu amor…mas o que essa pessoa queria mais que tudo era: um filho! Dai, com muito esforco e muito amor, milagrosamente esse filho veio a essa pessoa! E viveram felizes para sempre!’

‘Era uma vez…’ Bom, ha bastante variacoes nessa historia 🙂 tal como ha diversidade nesse mundao!

E ha no mundo tambem, pessoas que decidem nao terem filhos. Pronto, acabou!

Essas sao as espertas kkkkk! As que se dedicam a seus parceiros, a seus estudos aprofundados, a suas carreiras, a causas, aos seus bichinhos, a que seus coracoes comandam.

Entao aqui vai um pedido de mae, no dia das maes: respeitem essas pessoas 😉 Elas sao cheias de amor, sao necessarias, imprescindiveis na nossa sociedade! Celebre-as tambem no seu dia-a-dia. Nao sao ‘second citizens’. Sao cidadaos e cidadas com muito a oferecer. Precisam do seu apoio, da sua cautela, do seu reconhecimento. E, no futuro esses cidadaos podem ser: seu filho, sua filha

Hoje, eu dou os parabens a todos que se dedicam de corpo e alma a outros. E um abraco muito apertado as mamaes, que por amarem seus filhos, os ensinam que o mundo eh assim: colorido! Onde se deve compartilhar respeito, tolerancia e dignidade.

Meu marido e sua maezinha passeando em Los Gatos, CA

Feliz dia do Amor incondicional!

Adri xxx

Neither sympathy nor empathy!

Let’s talk business; business trips, his business trips…

Leaving me behind with two teens, a toddler and still wanting sympathy for a jet lag? You’ve got to be kidding me! 😉

I jump off my bed at 6am, zombi myself towards a kitchen and start preparing 3 lunchboxes, then a decent breakfast, while trying to wake up 2 teen girls.

He wakes up at, let’s say, 7am (maybe later), brushes his teeth, shaves (Lucky!I have a mustache myself by now), changes into clean clothes (Me? Apron over pajamas, real sexy!) and goes to the breakfast room, where a marvelous buffet awaits him and other adults.

I push my children out of the door, come back inside to pick up something I’d forgotten (do this about dozen times) carry my half asleep 41lbs toddler into my car, buckle him up. My teen, in the car,  is giving me a furious look  that reads: ‘We are going to be late, it is all your fault, you and your baby son who decides to do a number two at 7:55 AM;  I hate you!’

He just takes the lift to the breakfast room then, drives a shiny and clean hired car to a child-free conference center.

Two days a week, I have no children with me from 8:30am to 4pm! The things I do at those ‘free times’ 😉

He has no children 24/7 for 9 days and no kitchen! – Is that even imaginable?!?Sounds like a Walt Disney movie to me; so far from reality!

I plan a menu for 4 people, with 3 healthy meals a day plus lunchboxes, plus afternoon snacks.  I endure all sorts of tantrums, I put down fire, I fight viruses and clean vomit off car seat. I pop into Wholefoods on Friday night, and buy soup because I am exhausted -can’t face any more cooking! The day is far from over; I have to pick up one teen from Recital rehearsal, at 8:30pm, and another teen from school theater at 9pm. Of course, these venues are at completely different locations and my toddler is beyond tired. Fun!

He gets to collapse into a pillowtop mattress with freshly laundered sheets every night! At the end of his business trip, he will visit his family. Europe is lovely, so easy and cheaper to  travel by!  (Mathematically speaking his stop over in Budapest sums up to 3 more days I’ll stay with 3 children, on my own!).

Friday night, 9:30pm. Toddler fell asleep in the car…we get back to the house, teens have dinner and go to TV time, it’s Friday. I cannot even remember if I have had dinner or what the heck  has happened in the last 5 hours!

Earlier on, I’d called my husband to see if he’d already arrived at his mom’s. I heard background noises…

‘Is your mom there? Are the neighbours with you guys?’

‘No, my mom is asleep at home, I am at a pub with an old friend from school!’

‘Ow. Okay! Bye!’

How could he not meet his old friend from school, right? Right.

No sympathy! You men or women travelling on business will get no sympathy from me, whatsoever. Never. Ever. Ever. (rs)

Handling one, two or three children by yourself in a country which is not even yours, is ‘challenging’; in business terms.  ‘Freaking maddening’ in a mom’s terms! So, for the record; I will consider it an absolute insult, if my husband arrives here ‘tired’.

Suck it up darling! No sympathy for you right now :p Maybe later…;)

I hope my hubby is not too tired...so many conferences...poor guy!
I hope my hubby is not too tired…so many conferences…poor guy!
'It's a hard knock life for us' lol
‘It’s a hard knock life for us’ lol

Adri xxx