Do you want to be a Mother or a CEO? Both?! Oh no! It’s either one or the other!

There are so many professions which are so exhausting and blood sucking, that they should not be allowed full time. Take Motherhood, for example! I think there should actually be a law, that prohibits Motherhood full time 😉

Let’s say that from when your baby is 6 to 12-months-old, you have the option of being full-time with him/her. But, from then on, you would be forbidden’ to do such a thing! Hang with me, got my wild imagination going here…So, you’d have to share your work, work on shifts! Nice 😉

Now, if you (the mother) insisted on continuing looking after baby (toddler-to-be, remember that! Tantrums lurking your way… Yikes!); you’d have to pass a capability test:

1. Prove that you are 100% awake and charged, while caring for a baby who has not really allowed you to have a decent sleep, for a few nights! And, this baby has no intentions of going for an afternoon nap, either!

2. Prove that you have enough creativity and patience to devise stimulating and educational activities (yes, the ones Day Cares provide), for your child, without cheating (ipad, ipod, tv, naughty snacks – lollypops!).

3. At last, prove that you are sane and in control (Do you make sense of yourself when talking to adults? Does your vocabulary seem to have shrunk?). And you are not letting yourself go! (Do you go out there with greasy hair, baby food on your shirt, Barbie stickers on your clothes? What?!).

My third and last child, will be 3-years-old this coming April! And I still catch myself thinking: Can I get back to work? Is it okay? Is it early? Meanwhile, millions of women have left their 3-month-old babies at the Day Care and got on with life. Right? Wrong? None, this is a blank one!

Many stay-home-moms who have been home for some time, ask themselves:

‘Do I have enough brains left to go back to the job market? Do I?! How do I start all over again? How do I get my confidence back? Will I spark an interest in anyone, at all?! How about skills? Are my skills still relevant?!!! (Is Lotus 123 still on?!).

To these moms, I say: ‘YES!  You are powerful, you can do it! Motherhood does not liquidate you; it gives you incredible strength! I myself not only feel like Rambo sometimes (LOL!) but also 10 times more effective than many CEOs!

You just have to want it. You have to have it in your heart, that this is it, this is your time.

I see so many talented women, so many brave professional mammas who leave their brilliant careers, in order to care for their children. And I also see the opposite; the ones among us who decide to go ahead with their careers, between painful tears and very sore hearts. Both ways, it takes courage. And moms, aren’t we abundant on that!? 😉

Whatever happens, whatever you decide to do: be strong, lead the way, make it happen for you! Shine when your time comes, because it will.  There is a time and a place for all of us (and I am not talking about the kitchen!!).

Cheering for you!!

Adri xxx

Advertisements

Voce quer ser mae ou CEO? Ambos! Ah nao! Ou isso ou aquilo! rs!

Ha profissoes, que sao tao extenuantes que, nao deveriam ser permitidas que  fossem exercidas num periodo integral e ainda com varias horas extras. Por exemplo: ser mae!  Concordo com uma amiga que diz: deveria haver uma lei legislativa, que proibe a maternidade por periodo integral! kkkkkkk!

Digamos assim, dos 6 primeiros meses a 1 aninho de vida de seu bebe, voce pode ficar com ele, por um periodo integral. Mas, a partir de um ano, ai voce jah estah proibida de fazer uma coisa dessas! rs! Tem que dividir, trabalhar em ‘shifts’! kkkk Que bom, hein!?

Ou, se voce insistir que somente voce pode cuidar do seu bebe, entao voce terah que passar um teste de aptidao:

1. Prove que estah 100% acordada e em controle de suas faculdades mentais rs enquanto cuida do bebe que nao quer dormir a tarde! (sendo que voce nao dormiu tampouco a noite, tambem!)

2. Prove que voce tem criatividade e paciencia suficientes para desenvolver atividades estimulantes, educacionais para seu filho/a, e, nao estah fazendo uso de Ipad, ipod, tv, ou ‘snacks’ improprios (aka doces e pirulitos rs).

3. Por ultimo, passe na prova da lucidez (voce fala coisa com coisa ou jah estah tao lesada que seu vocabulario parece ter diminuido consideravelmente, em meio a uma conversa adulta? Seja essa conversa em Ingles ou em Portugues!rs) e da mulambice (voce saindo de casa de cabelo sujo, num rabinho de cavalo, com blusa suja de papinha, adesivinhos da barbie na sua roupa rs! What?!).

Meu terceiro e ULTIMO rs filho vai completar 3 aninhos em Abril. E eu ainda me pego pensando: serah que posso voltar a exercer minha profissao e deixar o menino? Serah? Serah? Serah? Enquanto, ha milhoes de mulheres fazendo isso desde que seus bebes tinham 3 meses de vida. Certo? Errado? Nem um nem outro; coluna do meio aqui rs!

Muitas maes que estao em casa com seus filhos, jah a um bom tempinho, se questionam:

-Serah que me sobrou neuronios para voltar ao mercado de trabalho? Serah? Serah? Serahhhhhh?!? rs! Como comecar do zero, de novo? Como resgatar minha ‘confidence’? Por onde comecar? Alguem vai se interessar por mim? Meus ‘skills’ estao ultrapassados?!

Para essas maes eu quero dizer:  Sim, voce eh poderosa, voce consegue! A maternidade nao te anula nao, ela te fortalece. Estrelas nunca se apagam. Eu mesma, alem de me sentir o proprio Rambo rs, as vezes acho que sou 10 mil vezes mais eficiente que muito CEO por ai! kkkk!

Eh soh querer, eh soh sentir no seu coracao, que a hora eh agora 😉 Acredito que nesse caso, cada uma de nos tem o seu momento certo.

Vejo tantas mulheres talentosas, tantas profissionais corajosissimas, que deixaram  carreiras brilhantes, ao escolherem ficar com os filhos, por um tempo. E tambem o contrario, as de nos que decidiram seguir em frente, com lagrimas nos olhos e muita dor no coracao…Coragem, maes, eh o que nao nos falta!

Seja lah o que aconteca, seja la a tua escolha; fique firme! Brilhe quando a tua hora chegar! Eu estarei torcendo por voce!

Adri xxx

Licao de amor

Aquele momento da vida no qual, um minutinho a mais, conta. Quando voce acorda e pensa: ele estah conosco?

Meu sogro, hospitalizado, sem esperancas de voltar para casa… Sem esperancas de melhora. Tudo o que temos sao; dias. Quantos? Nao sabemos. Eh incrivel como nessas horas, nao importa em que estado, voce quer poder acordar e ver aquela ‘luzinha’ nos olhos da pessoa que voce ama. Voce nao quer largar, voce quer soh uma coisa: mais uma chance, um milagre.

A vida ensina e a morte tambem. Quando voce estah prestes a perder uma pessoa querida voce reavalia tudo: desde o seu relacionamento com a pessoa ateh todos os seus relacionamentos com todas as pessoas!

Portanto, esses dias, ao acordar, sempre dou bom dia a gratidao: Eba! Mais um dia de vida!!! E a minha gratidao tem se estendido, principalmente a ter meu marido, ao meu lado: Uebahh! Mais um dia com voce!!!

Nesses dias dificeis, eu ainda tenho tido discussoes com meu marido, dado broncas rs, reclamado de coisas superfulas, etc…mas quando exagero no estresse quase que de imediato eu digo: – Desculpa! Isso nao era necessario, eu sou louca rs! 😉

O que importa nessa vida? Nos nossos relacionamentos? Vivermos bem, em paz: amarmos uns aos outros, mesmo. Porque na hora da partida, principalmente nesse tipo de partida…tudo o que voce quererah: ”mais um minutinho…’ para um sorriso, para um abraco, para um olhar que diz:  Valeu a pena! Obrigada! Eu te amo muito! Fique com Deus, fique em paz.

E a vida continuarah mas ela serah e jah eh diferente. Pois ate na nossa partida, ensinamos algo bom, deixamos lembrancas boas, e  muitas licoes de amor…que tipo de vida voce deixarah aqui pra gente?! Capriche! 😉

Adri xxx

Pamonhas de Piracicaba!

Uma mae, que vem de um pais, onde de dentro de sua casa mesmo, escuta-se o carro do pamonheiro passar, lah fora, com o som no penultimo volume:

‘-Pamonhas fresquinhas, pamonhas de Piracicaba, venha comprar minha senhora, eh uma delicia! O puro creme do milho! Pamonhas! Pamonhas! Pamonhas!’

Tamale nada! Isso aqui eh PAMONHA rs!

Ou, escuta-se tambem; o ‘homem do saco’ (vendendo sacos de lixo a peh) e sua maritaca barulhenta (tec-tec-tec-tec!):

‘-Saco, saco, saco, sacooooooooooooooooooooooooo!’

rsrs

Ou, quando se vai a feira; o divertidissimo, terapeutico, burburinho da feira:

‘-Moca bonita nao paga!!! Mas, tambem nao leva!’

‘-Vem aqui minha sogra!’

‘-Ola Dona Maria; traga o dinheiro e a bacia!’

kkkkkkk

Entao, uma mae, assim tal como eu, Brasileira, acostumada aos gritos coloridos de um pais tropical…rs…nao pode ser serena e comedida!

Vista, entao, todo esse colorido e saia nas ruas dos tais ‘paises de primeiro mundo’ rs!!! O que acontece?!

Quando as amigas das minhas ‘teens’ vem em casa (moro nos EUA), eu passo um aperto! Tenho que me policiar (ha ha ha): desde o tom de voz, a escolha de sentenca (imperativo nem pensar, mesmo que o tom do imperativo seja super na boa rs!), a linguagem corporal (maos para cima, bracos pro ar estao fora, tambem!).

Para a grande sorte das minhas meninas, eu tenho um ladinho Britanico ( mais de 15 anos de treino); mas nao eh que o  meu lado Brasileiro sempre da um jeitinho de falar mais alto?! Fazer o que? Eh um lado mais escandaloso, nao tem jeito! (escandaliza-se quem nao eh da patria, pois para quem eh…nao ha nada demais rs!).

O colorido do nosso pais eh deliciosamente contagiante. Tenha como exemplo nossas praias; sorveteiro, barraquinha da agua de coco, do milho verde, do acai, camaraozinho no espeto, o cara que faz terere, a mulher das cangas, e por ai vai. Ai, a gente sai por esse mundo afora e vai a praia… e, alem de nao encontrar nem mesmo o sol, tambem nao encontra areia; so pedras e pessoas com cobertores felpudos estendidos sobre elas, curtindo… nao sei o que!?(Inglaterra). Ou, voce encontra praias onde nao se pode entrar na agua (nao, nao por causa de poluicao!) por estar uma geleira, em pleno verao rs! (Baia de Sao Francisco!). E quando a praia tem areia, a agua tem uma temperaturazinha ateh que amena mas…nao tem clima de praia (para brasileiro rs) porque estah tudo o maior marasmo!?! Nao tem ninguem gritando nada para vender…nao tem colorido de guarda-sol, nao tem sorveteiro, gente jogando volley… nao eh praia poxa rs!

Minha conclusao eh a seguinte:

-Ah, meninas (minhas teens) eu vou invadir sua praia, sim! ‘Com a forafa e a galinha’ rs (nossa tambem nao eh assim, rs ipod pelo menos ok?!rs).

Nao vou deixa-las crescer no marasmo, quando, na realidade, suas raizes falam tao alto (literalmente rs) e tem um colorido tao lindo!

Eu nao sou pamonha 😉 Eu descabelo, grito, gesticulo, choro na frente dos outros, dramatizo, exagero. Porque quando brasileiro ama, AMA e demonstra e luta e faz e acontece!!! Somos um povo apaixonado e apaixonante!

Brasil!!!!!!!!!!

Adri xxx

ps: Esse texto nao eh contra as outras praias. Nos, brasileiros, somos muito bem-humorados e nos divertimos seja lah onde estivermos! Eh este, simplesmente, um texto de teor humoristico e de honra as nossas praias e a tudo de bom que trazemos conosco.

Nos vamos invadir sua praia – Ultraje a Rigor

‘Daqui do morro dá pra ver tão legal
O que acontece aí no seu litoral

Nós gostamos de tudo, nós queremos é mais
Do alto da cidade até a beira do cais
Mais do que um bom bronzeado
Nós queremos estar do seu lado

Nós tamo entrando sem óleo nem creme
Precisando a gente se espreme
Trazendo a farofa e a galinha
Levando também a vitrolinha
Separa um lugar nessa areia
Nós vamos chacoalhar a sua aldeia

Mistura sua laia
Ou foge da raia
Sai da tocaia
Pula na baia
Agora nós vamos invadir sua praia

Agora se você vai se incomodar
Então é melhor se mudar
Não adianta nem nos desprezar
Se a gente acostumar a gente vai ficar
A gente tá querendo variar
E a sua praia vem bem a calhar
Não precisa ficar nervoso
Pode ser que você ache gostoso
Ficar em companhia tão saudável
Pode até lhe ser bastante recomendável

A gente pode te cutucar
Não tenha medo, não vai machucar’

🙂

And hasn’t it always been the case?!

Bride-to-be Marian Schembari and her fiance Elliot decided to reverse gender roles, for their engagement photo poses. The result is refreshing: turning the ordinary into extraordinary. Innovation, love, San Francisco!

I loved the idea, and might be applying this slightly irreverent and yet meaningful concept, for my next family photo shoot. I may have my kids carrying me, or perhaps my kids standing behind my husband and I; kids all polished up, husband and I licking lollipops 😉

In any case, these guys made me think of at least two things:

1. We know photos do not often tell us the truth…(eg. Facebook). But, the amount of lies that engagement and wedding pictures portrait are huge lol! Picture this: The bride always being carried by the groom, when in their near future, she is going to be the one carrying him! We all know that! lol!

2. How wonderful it is not to conform! Creativity has saved me in many ways, in many countries and situations, throughout my life. Take this week: everyone is down with a stomach flu (everyone means ‘me’, too) and who is the cleaner, the carer, the bearer? Me! The bride, the dainty one, the one with the innocent look upon her face, the dependent one Seriously?!? No…we only ‘pose’ like this so that our innocent men don’t get scared! Ahh men! We do love them; even when their common cold is making them suffer, more than our childbirth! We do love and we do care for our men, always. How creatively we do it, is up to us 😉 I blog!

Adri xxx

link to the article by Julie Alvin, @ Bustler, and the awesome photos are from Malia Moss:

http://www.bustle.com/articles/12320-bride-to-be-marian-schembari-reverses-gender-roles-to-create-some-awesome-engagement-photos

Comigo nao tem dia de chuva rs! (ate parece!)

Outro dia desses, acho que foi uma segunda-feira…eu estava saindo de casa com os tres, de manhazinha, caminho as escolas. Quando abri a porta da minha casa para sairmos, eu tive uma impressao de que eu era o ‘Rambo’ rsrs! Serio! Eu parada com a porta aberta, olhando a manha a minha frente, com um ‘muleque’ nas ancas, duas crias atras, me senti ateh tipo, mais alta e tal (sabe galo quando cresce o pescoco?!rs). Parecia que eu estava toda armada, para encarar a’ batalha’. Foi um sentimento tao epico que eu quase morri de rir do meu proprio pensamento! Eu somente nao ri, porque ali eu duvidei, da minha propria sanidade mental! Pensa, soh; eu, de Rambo, com a tirinha amarrada na cabeca, punhal na mao, faca no coturno, cara de mah rs enfrentando a malvada California!!! Bring it on!!!!!!

Pois hoje, estou eu na minha cozinha, lavando louca, quando minha filha que esta terminando seu cha da tarde,  me diz:

‘Mae, voce pode ficar sem o papai.’

‘Que? O que voce quer dizer?’

‘You can manage, mom!’ (Voce consegue mae!)

‘Que? Por que voce estah falando isso?!’

‘Nao, mae! Eu sei que voce gosta do papai, estao sempre ‘in love’, mas, estou dizendo isso porque o papai nao estah aqui, e voce se vira numa boa! Igual lah em Nova Iorque,  lembra?!

(Minha historia de NY! Nunca conto inteira rs…essa eh especialissima e ficarah para o livro 😉

‘Claro menina! Eu sou uma guerreira! Alias, nao, eu sou 100 guerreiras rs! Nao, eu sou mesmo eh um  exercito de guerreiras!’ kkkkk E voce tambem, e a sua irma tambem rs! (De primeiro, eu quase respondi: Claro menina, eu sou o Rambo! Mas, imaginei a cara da minha filha: Quem???rs).

Gente, fala serio (sim, fui super modesta rs!), a sua filha, de 14 anos, te falar isso?! Bom, lado positivo, sempre: acho que estou dando um bom exemplo feminino, ao menos rs! Lado preocupante:  pior eh se elas crescerem ‘se achando‘; nao vai haver homem na face da terra que segure essas meninas rs!

Ser mae de menina: elas crescem rapido! Elas observam tudo, elas se espelham em voce. Ouvi dizer essa semana que as duas tem blogs… Coincidencia?! rs!

Adri xxx

Rock’n’roll e Vocaloids!

Dia 30 de janeiro, a noite: banhao de banheira com direito a pacoquinha rs sim, fui feliz nos simples prazeres da vida! Nem curto tanto pacoca, mas foi o primeiro doce que encontrei.  Deitadona, eu pensava assim: caramba! Eu aqui hoje toda estressada, reclamando da vida, e olha soh! Numa banheirona dessas, comendo uma pacoca…coisa feia, hein Adriana?! rs! Pensei entao, primeiramente, nas pessoas que nao tem banheira rs (first world serious problems rs), depois nas que nao tem banheiro, nas que nao tem agua, nas que nao tem eletricidade, e por ai foi. Fiquei na minha.

Dia 31 de janeiro, de manha…recebemos noticias, via minha sogra, que o meu sogro nao estava nada bem… Meu marido voa para Budapest, as 16hs. Eu penso: que triste…mas vamos lah! A vida eh dura pra quem eh mole, vamos ficar firmes.

New Year’s Eve…a menina da vizinha nao quer ir para a festa com a mae…as minhas filhas sao amigas dela e veem a oportunidade…Passamos ano novo assim: com 3 teens, sleepover, um toddler e uma mae (eu). Ok, fiz de tudo um pouco. Beleza, beleza, vamos agradecer a saude dos filhos! Viva a amizade! Eeeeeh!

1 de Janeiro! Meu marido liga; todos felizes, meu sogro estah bem melhor! Eles meio que deram a entender que foi mais um susto que, minha sogra levou, ao ve-lo na UTI…etc e tal…mas, ele estah melhorando! Gracas a Deus! Bom, agora, soh me resta decepar esse mega pernil em pedacos e congela-lo, tendo entao uma prova para meu marido que eu realmente fiz o bendito pernil para a virada do ano, como ele insistiu (que bronca disso!). Obrigada meu Deus pelo meu sogro, pelo pernil, pela minha forca! Vamos lah!

2 de Janeiro: falamos no skype com a Hungria! Familia bem mais feliz, meu sogro sentando na cama, conversando! Eu nao quis nem aparecer, entao, nao liguei minha camera…afinal, estou parecendo uma uva chupada!

3 de janeiro: minha filha esta me pedindo ha dias para ir ao shopping com a amiga…e eu quem vou leva-las…como jah nao aguento mais a enchecao, disse que ‘sim’ (morrendo de arrependimento logo apos o ‘m’ rs).

Acontece que, a lindinha da minha filha, queria ir ao ‘mall’ mas nao estava nem ai com a hora do caqui rs e fez a parte dela, para ela: acordou cedo, se produziu toda, ficou horas no banheiro, tomou cafe e nem tirou a mesa, e por ai foi…Bom, o meu plano de acao de mae, sozinha, e jah com o saco na lua, foi o seguinte:

-Voce quer ir ao shopping, certo?! Mas, voce pensa que a escrava aqui vai fazer tudo para voce?!?Errado! Toma teu irmaozinho -que estava num humor horrivel! – aqui estah a roupa dele, escove seus dentinhos, que eu vou tomar banho e me trocar. Ah, tem tambem a louca do cafe da manha, e roupas na maquina de lavar para por na maquina de secar, consequentemente tambem tem roupas secas para serem dobradas…e, voce pode acordar tua irma para te ajudar. Fui!

Foi um fiasco total. Toddler correndo pelado pela casa, irma correndo atras com a cuequinha dele na mao, a outra acordando toda confusa tipo: Que? Mad house? What?! E claro, eles tres terminam no meu banheiro quando estou lah nua em pelo secando meu cabelo e tendo que dar bronca nua, nos filhos que invadem a privacidade com as perguntas mais desnecessarias do mundo:

-Mae, ele nao quer por a roupa.Que que eu faco?

-Nao faz criatura, compra feito!!!!! (e seus filhos com cara de pirulito, pois quando eh que ouviram esse ditado? nunca! rs)

-Mae, ele nao me deixa escovar os dentes dele!

-Filha, ‘too bad’ porque acho que voce vai se atrasar de montao para ir ao shopping se voce nao pensar num jeitinho criativo de vestir o seu irmao! Ou serah que levo ele assim, pelado?! Eu e ele, que tal?!

-Maeeeeee! Isso nao eh engracado!

-Eu nao te falei que ir ao shopping com o seu irmao nao iria ser nada engracao? Eu avisei , nao avisei!? Por que que a mae da tua amiga nao oferece leva-las? Sempre eu! A que tem filho pequenoooo! Hello!!?

Enfim, respira. Bom, saimos de casa, todos com roupa. Claro que elas encontraram um jeito inteligente de dobrar o irmao e vesti-lo. Nao me perguntem qual foi porque a essa altura eu realmente nao quero nem saber 😉

A caminho da casa da amiga…eu e meus 3 no carro…Eu de Incrivel Hulk, possessa, depois de ter passado por todo aquele pampeiro e, premeditar o stress que estaria por vir, em pleno shopping center! Bem,  ligo meu radio e temos: Queen! Awesome! ‘We are the champions my friend, we will keep fighting to the end! Ai minha filha:

‘Mae, pode abaixar o volume?!

‘WE ARE THE FREAKING CHAMPIONS WE ARE THE CHAMPIONS NO TIME FOR LOSERS……..’ Sim, voce acertou: ‘blasting’ music e eu cantando por cima!

‘Mae!?!’

‘…You’ve gotta fight for your right, to PARTYYYY’ – It just kept getting better and better! Tive sorte com a radio! rs!

Minha filha mais velha, sentada no banco da frente, estava tendo acessos de risos rs! Pois a guerra era entre eu e a mais nova rs! E a mais nova eh quem tortura a gente com as musiquinhas japonesas ‘vocaloids’. Payback time rs!

Foi ai entao que de Hulk eu passei a ser palhaca, e ai veio um risinho, que se transformou em risadas, e numas otimas gargalhadas!!! Todas nos! Ateh o Mateusao entrou nessa!

Salvos pelo rock’n’roll! E adianta levar essa vida a serio?! 😉 I love these children, I just really don’t know sometimes, how to manage them and not go insane, without their dad! 😉

Vocaloids by Kanotashi

Adri xxx