‘Vai la, faz alguma coisa, qualquer coisa!’ –

Aff! Empurrei o carrinho de bebe por uma hora e quando estou a um quarteirao da minha casa, escuto meu filho cantarolando.  Eu me escorando no carrinho, ‘sonambulando’ pelas ruas e ele ainda acordado?! Milagres acontecem e ele dormiu, mas so para nao abusar da sorte, me arrastei com o carrinho por mais uns 10 minutinhos para garantir que o garotinho esteja dormindo em sono profundo!  Ai vai a historia de hoje:

Logo que me mudei para NY uma das vizinhas americanas, fez igual nos filmes: tocou minha campainha e com um sorrisao, me apresenta um prato todo decorado, com brownies e morangos, e um cartao, da familia- vamos dizer – Sherpa.
Essa mulher, a Sra. Sherpa, ja me explica de cara que e ator (nao falou atriz, falou ‘ator’), que escreve um pouco, patati patata e ‘bem vinda a vizinhanca’!
Ah, legal, recepcao animada, mulher interessante pensei, e ja havia ouvido do ‘ser politicamente corretos’ nos EUA, entao acho que ela falou ‘actor’ nao porque ela e gay mas porque ela estava sendo politicamente correta, certo? Afinal, ela e casada, filhos e tal. Porem, problema dela, gay ou nao gay nao me importa, nao faco acepcao de pessoas; meu amigo gay me ensinou uma grande licao -ah ok essa fica para um outro blog!!
Enfim, passa-se um ano, a Sra. Sherpa ja esta trabalhando para uma revista local, escrevendo artigos, nao e mais ‘actor’ e seus filhos ja estao no ginasio -Sra. Sherpa tambem ficou em casa com os filhos – e ela esta com um ar renovadissimo. Um dia estavamos conversando e ela diz: ‘Sim, eu acho que toda mulher, deve sim, sair la fora e fazer alguma coisa, qualquer coisa! – ela disse isso no contexto de nossa conversa o qual era: voce e mulher, decidiu ficar em casa com seus filhos, e, quando achar que cumpriu sua missao – o que e uma decisao muito pessoal – vai la, faca e aconteca! A vida nao acaba depois que eles crescem!
Muito que bem! -pensei eu, toda animadinha, depois que ela saiu da minha casa… Mas vou la aonde e faco exatamente o que agora?? Isso a Sra. Sherpa nao me falou, nao e? Enquanto eu pensava, algumas mulheres ao meu redor faziam…e, muito bem feito por sinal!
Tem essa brasileira, bahiana, linda, com uma familia ainda mais linda, duas meninas que sao umas joias e uma maridao, brasileiro, cientista muito dos competentes,viu!?
Entao, ela e uma ‘fadinha na cozinha’, e um belo dia a danadinha comecou a fazer quitutes e vender para o nosso grupo de brasileiros. Suas coxinhas ficaram famosas, ate hoje choro so de vontade de comer coxinhas da minha amiga Bahiana rs! E os camafeus? Os bolos, tudo com um sabor delicioso, feito com um zelo, um carinho, uma apresentacao linda.
Mas, nao e so isso que a bahiana tem, nao! Opa, ela tambem voluntaria na escola das filhas. Aqui nos EUA, nas escolas publicas tem muito disso. Agora, imaginem o que e para nos, maes brasileiras, ter o peito de entrar na sala de aula de seu filho, com nosso sotaque e tal e sem ter a experiencia te ter passado pelo mesmo sistema escolar? Pois  e, mas a bahiana e porreta, cuida de tudo e de todos e esta sempre com aquele sorrisao lindo!
Isso sim e um exemplo de ‘vai la e faz alguma coisa!’
Parabens amiga! Agora, ve se manda ai umas coxinhas via UPS, viu?!
Quem quer coxinha!!!???

No proximo blog: Tomar banho com os filhos e saudavel?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s